Significado de Vanguarda

¿O qué é vanguarda?

Entende-se como inovação, não importa o campo. É estar à frente de algo revolucionando o caminho que se conhecia originariamente, pressionando uma mudança considerada benéfica para a comunidade da qual se desenvolve. Conta com uma forte influência no campo da arte e da literatura, assim como na esfera científica através do descobrimento do gene humano e, em consonância com o acima exposto, o campo médico pode ser avaliado a partir de um novo tratamento contra o câncer, na área tecnológica e jurídica, seja pela chegada da Internet ou pela apresentação de uma lei que busca regular os abusos dentro do respectivo meio digital.

Da mesma forma, possui uma concepção específica no campo militar, entendida como vanguarda o grupo de combatentes que ocupa a primeira fila de ataque. O termo é originário do francês antigo, avant-garde. Faz referência ao estar na frente e distanciado como avant, e o vínculo com a guarda no sentido militar como garde.

Imagem comemorativa dos 50 anos da base espacial russa, em 2007

Correntes na história das vanguardas artísticas

Os movimentos artísticos não nascem de maneira espontânea, mas se enquadram nas coordenadas históricas. As diversas correntes vanguardistas iniciadas nas primeiras décadas do século XX estão ligadas a uma série de circunstâncias de índole histórica.

O impacto da Primeira Guerra Mundial na consciência coletiva, o surgimento de uma nova classe média e a vitória da revolução socialista na Rússia são três eixos fundamentais para entender o espírito das novas formas criativas.

Principais ismos

– O cubismo surgiu em Paris nos primeiros anos do século XX e, portanto, foi o primeiro movimento vanguardista. Embora esta corrente tenha iniciado no campo da pintura, acabou impregnando outras formas de criação artística.

Cubismo na mente do Picasso: “Mandolin and Guitar – 1924”

– O futurismo apareceu na Itália e o “Manifesto futurista” de 1909 é considerado o texto fundador desse movimento artístico. Aqueles que seguiram esta corrente apostaram em criações ousadas e rejeitaram os canais tradicionais da propagação da arte.

– O surrealismo surgiu na França após a Primeira Guerra Mundial e recebeu a inspiração da corrente psicanalítica de Sigmund Freud. As principais criações desse movimento se desenvolveram na pintura e na literatura.

– o dadaísmo se manifestou durante a Primeira Guerra Mundial, na Suíça, onde criadores de diferentes nacionalidades viviam em exílio. A mensagem dadaísta se parece com o surrealismo, já que se opõe à lógica e aposta na fantasia.

Vanguarda no campo da moda

A moda é mutante por definição e, ao mesmo tempo, efêmera. Algumas novas tendências são de caráter continuista e não provocam nenhum impacto singular, enquanto que outras são rupturistas e inovadoras. Neste último caso, fala-se de moda ou estilo vanguarda.

Representação do maiô da mulher em 1914

Da mesma forma que acontece no mundo da arte, a vestimenta que rompe com os critérios estabelecidos produz reações antagônicas.

Na linguagem militar

As tropas de um exército não são homogêneas, mas divididas em grupos de combate. Na terminologia militar, a tropa é organizada em dois grandes grupos: os que atuam na retaguarda e aqueles que operam em posições mais avançadas. Neste último caso, estamos falando da vanguarda.

Vanguarda na estratégia militar

Os soldados que ocupam esta posição cumprem várias funções: explorar o terreno antes da batalha, ocupar novas posições ou lutar contra o inimigo para impedir seu avanço. Esta forma de organização teve sua origem na Idade Média, assim que alguns exércitos introduziram tropas de cavalaria nas posições mais avançadas.

Relacionado